ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    Agricultura
    Espírito Santo e Rio de Janeiro debatem ações para a agricultura O encontro ocorreu na sede da Secretaria de Agricultura fluminense, em Niterói
    (Foto: Assessoria de Comunicação/Seag-ES)
    Autor: Rádio Conexão.ES
    06 de Julho de 2017 às 09h10

    Propor ações em parceria e a troca de informações e tecnologia entre o Espírito Santo e o Rio de Janeiro na área da agricultura.  Esse foi o objetivo de uma reunião realizada nesta terça-feira (04) entre o secretário de Estado de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Octaciano Neto, o secretário de Agricultura do Rio de Janeiro, Jair Bittencourt, e a presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado (Emater-RJ), Stella Alves.

    O encontro ocorreu na sede da Secretaria de Agricultura fluminense, em Niterói. Octaciano Neto destacou que o Caparaó capixaba e os municípios que formam a região do “ABC” do Espírito Santo — Apiacá, Bom Jesus do Norte e São José do Calçado — possuem características e desafios semelhantes aos das cidades do Noroeste do Rio de Janeiro.

    O secretário de Agricultura ainda pontuou que em decorrência das agendas em comum é necessário que os dois estados busquem o diálogo para definirem ações em conjunto para as regiões.

    “A reunião teve como principal objetivo discutir sobre as políticas públicas convergentes entre os sistemas de agricultura dos dois estados, em especial na divisa Sul do Espírito Santo e Norte do Rio de Janeiro.  Conversamos sobre como o nosso Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), a Emater-RJ e a Pesagro (Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio de Janeiro) podem fazer para avançar na pesquisa dos dois estados e trocar informações. Por exemplo, eles são muito fortes no campo da floricultura e nós temos a cafeicultura forte. Então, estamos dialogando para desenvolver essa agenda”, declarou Octaciano.

    O secretário de Agricultura do Rio de Janeiro, Jair Bittencourt, reforçou que a troca de tecnologia e pesquisa será importante para os dois estados. “Temos uma divisa onde os municípios convergem no campo da agricultura. Nós podemos transferir tecnologia no cultivo de plantas e flores, somos o segundo maior produtor do País. Já o Espírito Santo é mais avançado na pesquisa e produção de cafés especiais. Nossos estados têm características semelhantes pois são formados, na maioria, por agricultores familiares”, avaliou Bittencourt.

    Outro encontro está marcado para a sexta-feira (14), desta vez em Dores do Rio Preto, no Espírito Santo, com o propósito de avançar nesta agenda.




    Fonte: Seag-ES

    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento da Rádio Conexão.