Espírito Santo sedia debate sobre retirada de vacinação contra febre aftosa - Rádio Conexão
ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    Agricultura
    Espírito Santo sedia debate sobre retirada de vacinação contra febre aftosa O encontro começou nesta terça (12) e segue até quinta-feira (14)
    (Foto: Divulgação/Idaf)
    Autor: Rádio Conexão.ES
    13 de Junho de 2018 às 08h06

    O Espírito Santo recebe esta semana a 1ª reunião do bloco IV sobre o Plano Estratégico do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (Pnefa) 2017 – 2026. O encontro começa nesta terça (12) e segue até quinta-feira (14), no auditório do Centro do Comércio de Café de Vitória, reunindo os serviços veterinários oficiais e o setor produtivo dos Estados envolvidos.

    De acordo com o gerente de Defesa Sanitária e Inspeção Animal do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf/ES), Fabiano Fiuza Rangel, a escolha do Estado para sediar a reunião demonstra a credibilidade no trabalho que vem sendo desenvolvido pelo serviço veterinário oficial local, seja por meio do Idaf ou da Superintendência Federal da Agricultura (SFA-ES), e também pelo setor produtivo. “Este será o momento para discutir o processo de retirada da vacinação contra febre aftosa. Atualmente, o Espírito Santo tem o status de livre da doença com vacinação. A previsão é que o procedimento não seja mais obrigatório a partir de 2021. As zonas livres estão sendo implantadas gradativamente em todo o país, seguindo as diretrizes estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE)”, explicou Fiuza.

    Segundo a responsável pelo Programa de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa na SFA-ES, Alba Said, este é um projeto para o país. “Os estados que integram cada bloco devem trabalhar em conjunto para superar os obstáculos e vencer os desafios, cumprindo cada qual o seu respectivo cronograma”, pontuou.

    Os estados que compõem o bloco IV são: Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Sergipe e Tocantins.







    Fonte: Idaf

    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento da Rádio Conexão.