ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    Cachoeiro de Itapemirim
    Sábado tem vacinação contra febre amarela, sarampo, caxumba e rubéola em Cachoeiro Será das 8h às 13h, no Centro de Saúde Bolívar de Abreu
    (Foto: Divulgação/PMCI)
    Autor: Rádio Conexão.ES
    09 de Março de 2018 às 07h24
    Neste sábado (10), a prefeitura de Cachoeiro promove campanha de vacinação seletiva de prevenção à febre amarela, sarampo, caxumba e rubéola. Será das 8h às 13h, no Centro de Saúde Bolívar de Abreu, avenida Jones dos Santos Neves (em frente à igreja Consolação), bairro Santo Antônio.

    Atenta aos recentes casos de epizootia na cidade (em que primatas foram encontrados mortos, nos bairros Vila Rica e Paraíso, sob suspeita de febre amarela), a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) visa realizar o chamado bloqueio seletivo, alcançando a quem não recebeu a dose, uma vez que o quantitativo populacional ainda não imunizado é estimado em 48 mil pessoas. 
    “Mesmo que a morte dos macacos seja possível indicativo de circulação viral, não há nenhuma confirmação até o momento. Portanto, a vacinação seletiva é um procedimento eficaz para situações desse tipo”, tranquiliza a secretária municipal de Saúde, Luciara Botelho.

    Já sobre a vacina tríplice viral, ela justifica que sua aplicação seletiva ocorre em virtude da reintrodução do sarampo no país (vírus erradicado desde 2015), no Norte; e também em função dos últimos surtos da caxumba, em diferentes regiões do Brasil. 

    “Embora esses casos sejam distantes do Sudeste, entendemos a importância de nos anteciparmos em fazer o nosso papel. Até porque tratam-se de doenças facilmente prevenidas por meio da vacinação seletiva”, esclarece, ao reforçar que as pessoas não devem se esquecer de levar os cartões de vacina.

    Quem pode receber as vacinas na campanha 

    Podem ser imunizados, contra a febre amarela, indivíduos a partir de 9 meses de idade que não receberam a dose. 

    Quanto à tríplice viral, podem ser vacinados aqueles que nunca a receberam. Moradores de até 29 anos de idade vão tomar duas doses, enquanto os que têm entre 30 e 49 anos vão receber uma dose.

    Na rede municipal de atenção básica, a tríplice viral já é feita na rotina em bebês com 1 ano de idade; e a segunda dose, com a tetra viral (que previne, ainda, varicela), é aplicada em crianças com 1 ano e 3 meses.
    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento da Rádio Conexão.