Um país, dois pesos e duas medidas. CLÁUDIO PAZETTO - Rádio Conexão
ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    COLUNISTAS CLÁUDIO PAZETTO
    Um país, dois pesos e duas medidas
    Por CLÁUDIO PAZETTO
    29 de Dezembro de 2015 às 18h17

    Seja escrevendo um artigo, indo as ruas pacificamente ou as redes sociais,  é válido exercer o nossos direitos democráticos de expor ideias e  pensamentos sobre inúmeros assuntos e acontecimentos do mundo que vivemos.

     Já havia decido escrever artigos e agora a pouco, encerrando os trabalhos do dia na redação do portal Conexão.ES,  me deparei com uma notícia e fiquei indignado. Resolvi não adiar mais o projeto. É meu compromisso com as transformações da cidade em que vivo, com o  planeta que moramos.Vamos lá!

    Um país,  dois pesos e duas medidas

    O ministro que pede mudanças na previdência do país se aposentou aos 55 anos recebendo uma aposentadoria de quase R$ 22 mil reais. É de deixar perplexo os cidadãos  que muitas vezes lutam para se aposentar e enfrentam a burocracia do sistema previdenciário. Quantos são humilhados em uma longa jornada de espera com idas e vindas intermináveis?

    Já não bastasse a contradição de defender adiar  a aposentadoria dos brasileiros, quando se aposentou “tão cedo”, o ministro do Planejamento, Valdir Moyses Simão, quer promover mudanças na Previdência para organizar as finanças do governo.  Chega! Aplicam erroneamente os recursos públicos e a conta é paga pelos cidadãos.

    Esses discursos são clichês. Independente de partido, na classe política volta e meia aparece alguém semeando uma “crise financeira”, “tempos difíceis”, “momento complicado”, “queda na arrecadação” e assim por diante. Eventualmente, podem existir tais problemas, mas, abusam de justificativas, às vezes inverídicas, para defender os desmandos na má gestão pública.

    É necessário implantar uma gestão pública onde  o dinheiro do povo é aplicado corretamente.  Fazer mais com menos. E o que presenciamos? Corrupção, corruptos debochando das acusações e ainda, a impunidade perseverando em muitos casos.

    A banda Legião Urbana cantava “que país é este?” Ainda é um país de dois pesos e duas medidas. Onde situações idênticas são tratadas de formas completamente diferentes, seguindo critérios ocasionais e a mercê da vontade de alguns. As vezes, pede-se pouco dos governantes e o mínimo é  coerência.

    CLÁUDIO PAZETTO Especialista em História do Brasil, é professor, jornalista e atualmente vice-prefeito do município de Vargem Alta.

    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento da Rádio Conexão.