ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    COLUNISTAS Felipe Gobbi Vanini
    O Brasil é rico
    Por Felipe Gobbi Vanini
    05 de Setembro de 2017 às 14h03

    Em certo momento da história, houveram guerras e conflitos entre duas nações, que se diziam amigas, mas uma queria se impor sobre a outra. Essa guerra tinha o objetivo de conseguir a tão sonhada Independência do Brasil. Mas será que isso tudo valeu a pena, de acordo com as maneiras da nossa sociedade moderna?

    As guerras estiveram com a humanidade por milênios, e ainda muitos fazem duelos para ter domínio de terras ou se sobrepor sobre outras nações, mas pelo menos a guerra pela independência foi traçada por um objetivo: conseguir que o Brasil saísse de seu lugar como apenas mais uma colônia para virar um país com independência, que pudesse exportar e importar seus produtos e isso sim aconteceu no dia 7 de Setembro de 1822. Foi nesse dia que o sangue daqueles que morreram pelo Brasil valeu realmente a pena.

    O Brasil recebeu imigrantes do mundo inteiro e por muitos anos foi chamado o “Celeiro do Mundo”, por ter uma grande variedade de grãos. As terras que circulavam nossos litorais eram perfeitas. Nossas praias atraíam a todos. Nossa biodiversidade encantava aqueles que a olhassem com atenção. O Brasil é um país rico, talvez não em ouro, mas em vida. Foi em um desses momentos prósperos que outros países começaram a ter inveja do poder do Brasil, e começaram a atacá-lo, a ameaça-lo, e pouco a pouco aquele país lindo e limpo recém-libertado, ficou infectado por todos os sete pecados capitais (1 Os sete pecados capitais. 1.1 Gula. 1.2 Avareza. 1.3 Luxúria. 1.4 Ira. 1.5 Inveja. 1.6 Preguiça. 1.7 Soberba).

    Mas as guerras que vieram nos trouxeram importantes aliados. E o povo brasileiro finalmente começou a se formar como uma nação unida. Em certo momento da história, o Brasil dominou os mares, pois era considerada a quarta maior potência naval do planeta, e isso, ao longo dos anos, foi se perdendo. As novas gerações não deram continuidade a esse legado. E tudo foi levado de rio a baixo. A política cometeu muitos erros, foram roubos e roubos, eles desonraram aqueles que vieram antes de nós, mas a culpa também é da sociedade, ela já conhece os políticos, mas tenta cometer os mesmos erros, e se deixa ser comprada. A liberdade de expressão jamais deveria ser comprada. Será que o Brasil está sendo independente?

    Então, em virtude dos fatos mencionados, percebemos que o Brasil está indo por um caminho oculto, de grande destruição, e, para muitos, o que o mesmo precisa é de ideias, a razão dominou tudo, obviamente ela é importante, mas a criatividade foi deixada de lado, criatividade esta que pode fazer surgir maneiras para contornar essa crise horrível.

    E para todas as pessoas que querem um Brasil melhor deixo essa mensagem:

    O Brasil é rico, rico de pessoas boas, mas rico de pessoas más, rico de florestas lindas, mas rico de queimadas fatais, rico de fontes de água impecáveis, mas rico de poluições fatais. De qual parte dessa riqueza cada um de nós quer fazer parte.

    Felipe Gobbi Vanini Felipe Gobbi Vanini tem 12 anos, mora em Vargem Alta e está no 7º ano do ensino fundamental. Ele é o escritor do livro "O Sonho de Rapidinho", que foi lançado em outubro de 2016.

    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento da Rádio Conexão.