ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    COLUNISTAS Felipe Gobbi Vanini
    Soldados São Necessários?
    Por Felipe Gobbi Vanini
    24 de Setembro de 2018 às 08h00

    A Idade Moderna é o período histórico onde a sociedade encontra-se atualmente, a última década foi marcada por certa “paz” em relação a conflitos armados, quase não ocorrendo nenhum de natureza muito agressiva, diferente dos últimos séculos, contudo acreditar na paz mundial é tolice, tendo em vista certo “empecilhos” que algumas nações estão tendo, tais como os conflitos presentes na Síria, e se por acaso algum fator mudar drasticamente na história global, a linha de defesa de cada nação varia, porém todas concordam que os soldados são vitais para qualquer conflito.

    É fato que a humanidade já passou por grandes nuvens negras de conflitos armados, como por exemplo, as duas Grandes Guerras, portanto esse fator de que a instável paz pode ser alterada de maneira muito violenta e devastadora, fez as nações globais se armarem ao máximo que podiam tendo em vista suas limitações econômicas e geográficas. Enormes e fascinantes veículos blindados começaram a marchar pela terra, às marinhas foram renovadas e aprimoradas com a nova era, grandes caças e bombardeiros mantiveram o ar sobre domínio, isso sem falar do arsenal nuclear, para muitos um “coringa” de último recurso e para outros um enorme crime de guerra, mas teve um grupo militar que é o mais antigo, aquele que deu base para todas as novas armas, os soldados ainda desempenham um papel importantíssimo no mundo contemporâneo.

    Os conflitos presentes na Síria estão exigindo muita paciência e cuidado de todas as potências presentes, por ser uma área tumultuosa, basta um descuido de qualquer lado para que a linha da paz seja ultrapassada, as nações entrariam em uma guerra mortal que condenaria todo o mundo, os soldados são vitais para qualquer conflito, pois a tecnologia realmente é poderosa, mas o exército pode chegar aos cantos mais remotos, são pessoas que sacrificam a vida por um país livre. O espírito dos soldados rege toda a guerra, portanto abandonar o exército é uma falha, cortar cada vez os custos militares deixando esse grupo despreparado é um erro, pois o mundo é uma linha instável, e se ela for quebrada todos estarão em apuros. 

    Muitos soldados ao redor do globo foram homenageados pela bravura no campo de batalha, inclusive nos EUA, Rússia etc. Já o Brasil não dá o valor merecido para seus soldados que com ardor lutaram nos campos italianos durante a Segunda Grande de Guerra, eles que cantaram o hino brasileiro com amor, inúmeras vezes são esquecidos pelo tempo, um país que não reconhece as estrelas de seu passado está destinado a nunca brilhar novamente.   

    Portanto, soldados bem equipados e treinados são de extrema importância para o Estado, e merecem respeito, pois neles repousa o comando de toda a tecnologia militar, neles repousa o destino de uma nação, e quando for necessário que eles atuem, precisam estar preparados, seja para enfrentar uma ameaça externa ou até mesmo uma ameaça a liberdade e soberania de uma nação internamente, e assim talvez o Brasil esteja mais próximo de se tornar a famosa joia da América. 

    Felipe Gobbi Vanini Felipe Gobbi Vanini tem 12 anos, mora em Vargem Alta e está no 7º ano do ensino fundamental. Ele é o escritor do livro "O Sonho de Rapidinho", que foi lançado em outubro de 2016.

    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento da Rádio Conexão.