ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    Espírito Santo
    Governo libera R$ 35 milhões para a área da Saúde Grande parte dos recursos, num total de R$ 25 milhões, será aplicada na rede pública hospitalar e na aquisição de medicamentos
    (Foto: Pedro Dutra/Secom-ES)
    Autor: Rádio Conexão.ES
    21 de Novembro de 2017 às 09h54
    O Governo do Espírito Santo liberou, nesta segunda-feira (20), R$ 35.151.696,50 para a área da Saúde. Grande parte dos recursos, num total de R$ 25 milhões, será aplicada na rede pública hospitalar e na aquisição de medicamentos. O ato para a liberação dos créditos foi assinado pelo governador em exercício, César Colnago.
     
    Do total liberado, R$ 12,5 milhões são para manutenção da rede hospitalar, contemplando despesas com material médico-hospitalar e exames. Outros R$ 12,5 milhões são destinados à aquisição de medicamentos especializados.
     
    César Colnago destacou a importância de reforçar o orçamento da Saúde. "Estamos garantindo um reforço nos investimentos em saúde que contemple oferta de medicamentos, funcionamento dos hospitais e serviços complementares indispensáveis à população. Os serviços públicos estão tendo maior demanda e precisam estar disponíveis", disse o governador em exercício.
     
    A assistência complementar à rede pública de Saúde, que contempla despesas com compra de serviços complementares (leitos, cirurgias, remoção, exames e outros) na rede privada, receberá um total de R$ 8 milhões.
     
    Já na gestão das Superintendências Regionais de Saúde, o Governo aplicará R$ 1,5 milhão, destinado a material médico-hospitalar, tratamento fora de domicílio (TFD), mandados judiciais e outras ações.
     
    A manutenção da Rede de Sangue e Hemoderivados (Hemoes e hemocentros regionais) também será beneficiada com a destinação de R$ 600 mil.  Outros R$ 51,7 mil serão aplicados na Vigilância em Saúde, contemplando despesas com aquisição de equipamentos e material permanente, e manutenção do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen).
     
     
    Prioridade
     
    A área da Saúde é a que foi contemplada com a maior fatia do Orçamento Anual de 2018, cujo projeto de lei encontra-se em tramitação na Assembleia Legislativa. O Governo prevê um total de R$ 2,548 bilhões para a Saúde, seguidos de R$ 2,222 bilhões para a Educação e de R$ 1,905 bilhão para a Segurança Pública.
     
    Neste ano, até o dia 31 de outubro, foi aplicado pela Saúde R$ 1,964 bilhão. Esse recurso viabilizou entregas importantes à população, entre elas a primeira unidade da Rede Cuidar, em Nova Venécia, Região Norte do Estado, e a abertura do novo Pronto-Socorro Drª Milena Gottardi, do Hospital Estadual Infantil de Vitória, no Hospital da Polícia Militar, com a abertura de 105 novos leitos. 
     
    A Rede Cuidar é o novo modelo de atenção à saúde no Espírito Santo. Em setembro, o Governo implantou a primeira unidade no município de Nova Venécia, na Região Norte. E as melhorias vão além de estruturas físicas novas e bem montadas. A Rede Cuidar promove integração das equipes da atenção primária com as equipes da atenção ambulatorial especializada, garantindo um atendimento multiprofissional capaz de resolver até 95% dos problemas de saúde da população em sua própria região. Com isso, amplia-se a oferta de consultas e exames especializados, reduzindo o tempo de espera e promovendo atendimento personalizado e humanizado.
     
    Ao todo, cinco unidades da Rede Cuidar serão implantadas, contemplando todas as regiões do Espírito Santo. Além da de Nova Venécia, já em funcionamento, serão abertas unidades em Santa Teresa, Linhares, Guaçuí e Domingos Martins. Com a implantação das cinco unidades, a estimativa é de que 1 milhão de pessoas deixem de ser direcionadas para atendimento na Grande Vitória e passem a ser atendidas mais perto de suas casas.
     
    Seguindo a lógica de ampliar e melhorar os serviços de saúde nas regiões, o Governo também está repassando recursos para reforma e ampliação do Hospital e Maternidade de São Mateus e firmando convênio com o Hospital Infantil Francisco de Assis (Hifa), de Cachoeiro de Itapemirim.



    Fonte: Governo ES
    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento da Rádio Conexão.