ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    Espírito Santo
    Paulo Hartung faz exame especializado nesta sexta (20) O procedimento é parte do tratamento, após a retirada de um câncer na bexiga há um ano e meio
    (Foto: Divulgação)
    Autor: Rádio Conexão.ES
    19 de Julho de 2018 às 13h10
    Acompanhado do médico Infectologista e Clínico Geral Lauro Ferreira Pinto, o governador Paulo Hartung concedeu uma entrevista coletiva de imprensa, no final da manhã desta quinta-feira (19), para detalhar a nova fase do tratamento de três anos contra um câncer que foi retirado de sua bexiga em fevereiro do ano passado. Na oportunidade, o médico explicou que, nesta sexta-feira (20), o governador fará um procedimento chamado cistoscopia, que consiste em um exame – considerado agressivo - de imagem na bexiga para monitorar o andamento do tratamento. O procedimento será realizado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

    Lauro Ferreira Pinto explicou aos jornalistas que, assim como as sessões de imunoterapia feitas com a aplicação de BCG, por meio de um cateter diretamente na bexiga, a cistoscopia já estava prevista desde o início do tratamento. “É um procedimento de rotina. O câncer de bexiga do governador já foi tratado com sucesso no ano passado e, como em qualquer pessoa, há risco de reincidência. Tem que ser monitorado. É um exame de rotina para diagnóstico e que pode ser curativo ao mesmo tempo”, detalhou.

    “O exame não impede que o governador Paulo Hartung reassuma o seu trabalho na próxima segunda-feira (23). Além deste exame, também está previsto retornar a imunoterapia com a aplicação de BCG para evitar a recidiva do câncer. Em princípio é um tratamento de três anos que pode se alongar dependendo de cada caso”, ponderou o médico Infectologista.

    O governador Paulo Hartung demonstrou estar otimista com a evolução do tratamento e adiantou que pretende retomar a agenda de trabalho. Hartung afirmou que está abordando o tema com transparência para evitar surpresas aos capixabas. “Desde que eu saí da cirurgia já estava prescrito que eu teria que passar por três anos de tratamento. Ao todo são feitas sessões de aplicação do BCG, eu já passei por duas, e anualmente faço a cistoscopia para observar a evolução do quadro. O plano é que eu faça amanhã, tenha alta médica, retorne para Vitória e reassuma o trabalho, como da vez passada fiz”, destacou.
    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento da Rádio Conexão.