ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    Espírito Santo
    Sesa entrega 55 equipamentos para ventilação pulmonar artificial Com isso, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) contabiliza 606 equipamentos entregues para modernizar o parque tecnológico e garantir mais qualidade no atendimento ao cidadão
    (Foto: Divulgação/Sesa ES)
    Autor: Rádio Conexão.ES
    11 de Dezembro de 2017 às 15h42
    (Atualizada) 11 de Dezembro de 2017 às 15h42

    Oito hospitais da rede estadual receberam, na manhã desta segunda-feira (11), 55 equipamentos para ventilação pulmonar artificial. Com isso, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) contabiliza 606 equipamentos entregues para modernizar o parque tecnológico e garantir mais qualidade no atendimento ao cidadão, totalizando um investimento de aproximadamente R$ 6 milhões.

    A entrega dos equipamentos aconteceu na sede da Sesa, na Enseada do Suá, em Vitória, e contou com a presença do secretário de Estado da Saúde, Ricardo de Oliveira, do subsecretário de Estado da Saúde, Fabiano Marily e diretores das oito unidades hospitalares beneficiadas.

    “Essa é uma boa notícia para os administradores dos hospitais e também para a população. A nossa gestão tem um rumo traçado e o foco é a melhoria na qualidade do atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) ao cidadão. Não vamos sair do nosso rumo que já está traçado. Nosso foco é o usuário do SUS. Tudo isso que está acontecendo é porque a Sesa tem um papel de liderança no processo do SUS, de prestação de serviços de saúde no Estado. Esse papel de liderança é absolutamente fundamental. A questão mais importante é a qualidade de gestão da Sesa, e isso que vai permitir que o SUS no Estado funcione”, disse o secretário de Estado da Saúde, Ricardo de Oliveira.

    O ventilador pulmonar promove suporte respiratório, temporário, completo ou parcial, à pacientes com insuficiência respiratória, devido a fatores como doenças, efeito de anestesias, defeitos congênitos, entre outros, e pode ser usado em pacientes crianças ou adultos. Com isso, se promove maior equidade na atenção integral à saúde, ampliando a qualidade do atendimento e a oferta de serviços assistenciais à população e também melhorando as condições de trabalho dos profissionais envolvidos.

    O Hospital São José do Calçado, em São José do Calçado, é uma das unidades hospitalares beneficiadas com o recebimento dos ventiladores pulmonares. A diretora-geral, Ana Francisca Gonçalves da Cruz, disse que esta é uma grande vitória, visto que o hospital hoje trabalha com ventiladores locados, e agora a unidade passa a ter seus próprios equipamentos.

    “Isso representa menos gastos para a unidade. Sem contar que são equipamentos novos e que vão facilitar e melhorar muito a assistência aos pacientes, principalmente os da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e da emergência”, destacou.

    Na Grande Vitória, o Hospital Estadual Dório Silva, na Serra, foi um dos beneficiados. De acordo com o diretor-técnico, Ronaldo José Thomazini, destacou a redução dos custos com a locação dos equipamentos no hospital. “Isso é uma vantagem, uma qualidade melhor no serviço que prestamos, e além do mais, a economia que se faz colocando equipamentos da rede própria. Isso reduz custo. Hoje cada respirador pagamos em média R$ 1,6 mil por mês”, explicou.

     

    Hospitais beneficiados:

    - Hospital Estadual Antonio Bezerra de Faria, em Vila Velha: 10 unidades.

    - Hospital e Maternidade Silvio Avidos, em Colatina: 10 unidades.

    - Hospital Estadual Dr. Roberto Arnizaut Silvares, em São Mateus: 10 unidades.

    - Hospital Estadual Dório Silva, na Serra: 08 unidades.

    - Hospital São José do Calçado, em São José do Calçado: 08 unidades.

    - Hospital Drª. Rita de Cássia (HDRC), em Barra de São Francisco: 05 unidades

    - Hospital Estadual Dr. João dos Santos Neves (HJSN), em Baixo Guandu: 02 unidades.

    - Hospital Unidade Integrada Jerônimo Monteiro, em Jerônimo Monteiro: 02 unidades.

    Total: 55 ventiladores pulmonares.

     

    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento da Rádio Conexão.