ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    Espírito Santo
    Vargem Alta e outros municípios serão beneficiados com pontes em estradas rurais O secretário de Agricultura explicou que as pontes variam de 6 a 12 metros e são construídas em vigas pré-moldadas de concreto
    (Foto: Leonardo Duarte/Secom-ES)
    Autor: Rádio Conexão.ES
    12 de Setembro de 2017 às 15h35

    Para facilitar o transporte da produção agrícola e o deslocamento de moradores do campo, o Governo do Estado – por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) – lançou, nesta terça-feira (12), o programa para a construção de pontes em estradas rurais.

    Quinze municípios serão beneficiados com as pontes: Divino de São Lourenço (comunidade Azul e comunidade da  Penha), Dores do Rio Preto (Comunidade Pimentel), Vargem Alta (Jaciguá), Alegre (Assentamento Floresta), Apiacá (Batatal e Taquaruçu), Mimoso do Sul (Prosperidade), Castelo (Arapoca I, Arapoca II e Braço do Sul), Jerônimo Monteiro (Sertão e Gironda), Iúna (Alto Perdição), Ibitirama (Aparecida e Córrego Paçoca), Água Doce do Norte (São Agostinho I), Governador Lindenberg (Bernabé Izidoro), Mantenópolis (Manoel Carmo, Ponte Santa Luzia e Ponte Alto Santo José), Ecoporanga (Córrego Santa Rita e Muritiba) e Viana (Santo Agostinho).

    A solenidade contou com a presença do governador Paulo Hartung e do secretário de Estado da Agricultura, Octaciano Neto. Na ocasião, também foi assinado um termo de cooperação com os municípios, que ficam responsáveis por construir as cabeceiras das pontes. Ao todo, será investido mais de R$ 1,5 milhão.

     

    Sobre o programa de construção de pontes em vias rurais, Paulo Hartung destacou a atuação conjunta entre o Governo do Estado, os municípios e a bancada Federal. "Importante medida que conta com recursos das gestões municipais e do Estado. Vamos avançar bastante nesta parceria que agora conta também com atuação de nossa bancada federal, que vai destinar recursos para uma nova frota de máquina e equipamentos", anunciou o governador.

    O secretário de Agricultura explicou que as pontes variam de 6 a 12 metros e são construídas em vigas pré-moldadas de concreto. “Ao longo do tempo, algumas pontes precisaram ser inutilizadas, fazendo com que as pessoas da comunidade tivessem que fazer um percurso maior para se deslocar. Agora, muitas das pontes que são de madeira serão substituídas por pontes de concreto, com alargamento maior e mais segurança para o fluxo. Melhora para o produtor rural, que vai ter o escoamento mais rápido da produção e melhora também a vida das pessoas. Algumas pontes já estão sendo entregues a partir da semana que vem. Esses são os primeiros 24 projetos, mas nos próximos meses vamos construir pontes em mais municípios do interior”, disse Octaciano Neto. 

     

    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento da Rádio Conexão.