ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    Geral
    Na primeira semana da campanha contra gripe, 4,7 milhões de pessoas foram vacinadas População deve procurar os postos de saúde do SUS até o dia 1º de junho para receber a vacina. Expectativa é vacinar 54,4 milhões de pessoas
    (Foto: Divulgação)
    Autor: Rádio Conexão.ES
    03 de Maio de 2018 às 08h01

    O primeiro balanço de vacinação da campanha de influenza mostra que, até 27 de abril, cerca de 4,7 milhões de pessoas foram vacinadas em todo o país. Esse total considera o público estimado de pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e pessoas com comorbidades. No dia 12 de maio acontecerá o Dia D de mobilização, um sábado em que os 65 mil postos de vacinação de todos os estados ficarão abertos para intensificar a vacinação.

    A expectativa do Ministério da Saúde é vacinar 54,4 milhões de pessoas até 1º de junho. Dessas, 43 milhões são idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto). Nesta primeira semana de vacinação, 9% (3,9 milhões) dessa população receberam a vacina contra gripe. O estado com maior cobertura vacinal até o momento é Goiás, que vacinou 53,8% da população estimada.

    A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Essa definição também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

    A vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos. Ela protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da OMS, (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). Neste ano, apenas a cepa da influenza A (H1N1) não foi alterada: A/Michigan/45/2015 (H1N1)pdm09; A/Singapore/INFIMH-16-0019/2016 (H3N2); e B/Phuket/3073/2013.

    CAMPANHA

    Neste ano, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza tem como padrinho o ex-jogador de futebol Pelé, que vai convocar todos os públicos a se vacinarem. Com o slogan “Entre para o time da saúde. Vacine-se contra a gripe e fique protegido”, o Rei do Futebol convoca o grupo prioritário a proteger contra a gripe. A campanha publicitária será exibida em TV aberta, rádio, nos meios impresso (jornais e revistas), mídia exterior (busdoor, placas em ruas e avenidas, abrigo de ônibus, metrô), no meio online (internet e com ações nas redes sociais).

    MEDICAMENTO

    O uso do antiviral fosfato de oseltamivirestá indicado para os casos de síndrome respiratória aguda grave e casos de síndrome gripal com condições ou fatores de risco para complicações, de acordo com o Protocolo de Tratamento de Influenza 2017, do Ministério da Saúde. No caso de pacientes com síndrome gripal, sem condições ou fatores de risco para complicações, a prescrição do fosfato de oseltamivir deve ser considerada por avaliação clínica. O tratamento deve ser realizado, preferencialmente, nas primeiras 48h após o início dos sintomas.

    Todos os estados estão abastecidos com o medicamento e devem disponibilizá-lo de forma estratégica em suas unidades de saúde. Desde o início deste ano, foram enviados 7,3 milhões de unidades do medicamento oseltamivir aos estados, que estão devidamente abastecidos.

    UF

    População alvo *

    Doses aplicadas

    Cobertura vacinal

    RO

    320.995

    1.596

    0,5

    AC

    179.655

    110

    0,06

    AM

    928.981

    4.122

    0,44

    RR

    166.853

    434

    0,26

    PA

    1.588.711

    13.795

    0,87

    AP

    150.992

    2.997

    1,98

    TO

    312.379

    24.871

    7,96

    MA

    1.477.293

    15.736

    1,07

    PI

    689.276

    3.899

    0,57

    CE

    1.903.955

    288.336

    15,14

    RN

    713.238

    30.828

    4,32

    PB

    910.736

    5.673

    0,62

    PE

    2.006.416

    33.483

    1,67

    AL

    681.389

    9.022

    1,32

    SE

    432.676

    25.997

    6,01

    BA

    3.065.925

    146.898

    4,79

    MG

    4.411.312

    337.231

    7,64

    ES

    786.693

    50.211

    6,38

    RJ

    3.803.804

    36.031

    0,95

    SP

    9.569.208

    975.653

    10,2

    PR

    2.375.984

    389.408

    16,39

    SC

    1.361.185

    153.261

    11,26

    RS

    2.645.657

    561.857

    21,24

    MS

    618.857

    9.439

    1,53

    MT

    666.364

    24.019

    3,6

    GO

    1.301.902

    701.043

    53,85

    DF

    563.847

    75.999

    13,48

    BRASIL

    43.634.283

    3.921.949

    8,99

     

    • Idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, professores, povos indígenas, gestantes e puérperas
    • Por ser um público estimado, estão excluídas da cobertura vacinal de 9%: pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e pessoas com comorbidades.







    Fonte:Ministério da Saúde
    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento da Rádio Conexão.