ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    Geral
    Secretário da Saúde diz que atuação em conjunto é o caminho para vencer acidentes de trabalho O secretário de Estado da Saúde, Ricardo de Oliveira, participou, nesta quarta-feira (04), da solenidade de abertura do Abril Verde
    (Foto: Divulgação SESA)
    Autor: Rádio Conexão.ES
    05 de Abril de 2018 às 09h52

    O secretário de Estado da Saúde, Ricardo de Oliveira, participou, nesta quarta-feira (04), da solenidade de abertura do Abril Verde, mês dedicado a atividades de conscientização e prevenção de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho. Na ocasião, o secretário elogiou a capacidade de articulação de parcerias do Núcleo Especial de Vigilância em Saúde do Trabalhador (Nevisat) da Sesa, que mobilizou diversas instituições públicas, empresas e sindicatos para planejar em conjunto e executar as ações.

    “Esse movimento começa forte porque vocês tiveram a visão de que os desafios têm que ser enfrentados em parceria. Se cada um fizer o seu trabalho, produziremos menos resultados do que se houver essa sinergia que vocês conseguiram estabelecer. Nosso desafio é grande. Na saúde, nosso objetivo é salvar vidas, e temos diante de nós uma quantidade de óbitos por acidentes de trabalho que é quase um surto de febre amarela por ano”, avaliou o secretário.

    Oliveira lembrou que o Espírito Santo venceu o surto de febre amarela graças ao trabalho que o Governo do Estado realizou em conjunto com os municípios, com o governo federal, instituições de ensino, pesquisadores, serviços de saúde, população e outros atores. “Nós fizemos uma força-tarefa para barrar aquela ameaça, e hoje a população está imunizada, está protegida. Mas temos esta ameaça relacionada aos acidentes de trabalho. Com o Abril Verde, o assunto vai conseguir alcançar a visibilidade necessária para que consigamos eliminar esse problema”, completou o secretário.

    Junto com a Secretaria de Estado da Saúde estão o Ministério Público do Trabalho do Espírito Santo (MPT-ES), representado na solenidade pelo seu procurador-chefe, Valério Soares Heringer; o Tribunal Regional do Trabalho do Espírito Santo (TRT-ES), representado pelo juiz do Trabalho e gestor regional do Programa Trabalho Seguro, Fábio Eduardo Bonisson Paixão; além do Projeto Semana Prevenir, representando por Matheus Pêsso, do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas e de Material Elétrico do Estado do Espírito Santo (Sindifer). O Projeto Semana Prevenir é uma iniciativa do Sindifer e tem como objetivo estimular ações em prol da saúde e da segurança nas empresas, bem como a popularização do tema na sociedade.

    Também são parceiros nesse movimento de combate aos casos de adoecimento e de acidentes de trabalho sindicatos de diversos segmentos (Sindisaúde, Sindimármore, Sintraconst, Sinpospetro e Sindifer); prefeituras municipais; Polícia Rodoviária Federal (PRF); Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo; Sest/Senat; Sesi/Findes e Fundacentro. Da Secretaria de Estado da Saúde, contribuem as áreas técnicas Saúde do Trabalhador e Saúde do Homem.

    Prevenção

    O Abril Verde passou a integrar o calendário oficial de eventos do estado com a Lei 10.728, instituída pelo Governo do Estado em 04 de setembro de 2017. A lei coloca em evidência a problemática dos casos de adoecimento e de acidente de trabalho e chama a atenção para a possibilidade de prevenção dessas ocorrências.

    “Essas situações podem ser evitadas, por isso, o objetivo é zerar o número de casos de adoecimento e de acidentes de trabalho, principalmente o número de mortes. Nós sempre fizemos ações muito pontuais, geralmente no dia 28 de abril, Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidente de Trabalho. Neste ano, mobilizamos um grupo de instituições para desenvolver ações de conscientização e prevenção durante todo o mês”, comentou a chefe do Núcleo Especial de Vigilância em Saúde do Trabalhador (Nevisat) e coordenadora do Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) da Secretaria Estadual de Saúde, Liliane Graça Santana.

    Segundo Liliane, o empregador precisa oferecer condições seguras de trabalho aos seus trabalhadores. Ela não descarta o fato de que fatores humanos podem colaborar para a ocorrência de acidentes, mas enfatiza que esta nunca é a única causa. “Se o trabalhador está numa máquina, por exemplo, e se distrai por algum motivo, essa máquina tem que ser capaz de protegê-lo, seja parando automaticamente ou tendo uma proteção que impeça que as peças cortantes entrem em contato com o corpo do trabalhador, pois nenhum ser humano consegue manter a atenção e concentração nas atividades em 100% do tempo”, exemplificou.

    Dados

    O Espírito Santo ocupa o 10º lugar no ranking de acidentes de trabalho no Brasil. No estado acontecem 37 acidentes de trabalho por dia, e a cada três dias uma pessoa morre em decorrência de acidente de trabalho, segundo o Núcleo de Vigilância em Saúde do Trabalhador (Nevisat) da Sesa. Os segmentos que mais registram acidentes de trabalho no estado são transporte rodoviário, extração de mármore e construção civil. Segundo o Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho do Ministério Público do Trabalho (MPT), entre 2012 e 2017 foram registrados no estado 21.499 auxílios-doença por acidente do trabalho. Nesse período, o impacto previdenciário dos afastamentos foi de R$ 175.753.548,43, com a perda de 3.803.520 dias de trabalho.

    Programação

    Começou na segunda-feira (02) e vai até sexta (06), na sede da Sesa na Enseada do Suá, em Vitória, a exposição fotográfica Trabalhadores, cedida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT). Na abertura do Abril Verde, nesta quarta (04), 35 alunos do 2º ano da Banda Júnior da Polícia Militar do Espírito Santo encantaram quem estava presente na solenidade. Os jovens tocaram músicas como Asa Branca; Aquarela, Azul da Cor do Mar e Banho de Lua.

    Durante o mês, prédios importantes localizados na capital capixaba serão iluminados, à noite, com a verde, como o prédio do MPT-ES, do TRT-ES, do Corpo de Bombeiros, Palácio Anchieta; Assembleia Legislativa; Defensoria Pública; Sindifer e o prédio da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes).

    Durante todo o mês haverá também divulgação da frase “Abril Verde – trabalho seguro” no painel eletrônico da Terceira Ponte, que liga as cidades de Vila Velha e Vitória. O Cerest realizará, ainda, abordagens à população para entrega de panfletos informativos no Centro Regional de Especialidades (CRE) Metropolitano, em Cariacica, e em terminais de ônibus da Grande Vitória, juntamente com o Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil (Sintraconst), o Sindicato dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo (Sinpospetro) e o Sindicato dos Trabalhadores de Saúde (Sindisaúde).

    Além disso, um grande evento está previsto para o dia 22 de abril (domingo), na Praia de Camburi, onde serão montadas oito tendas em parceria com as instituições envolvidas com o planejamento do Abril verde. Serão ofertadas orientações sobre prevenção de acidentes no trabalho e no trânsito, prevenção de incêndio, além de testes rápidos de sífilis e hepatites, orientações nutricionais e massoterapia, entre outras atividades.

    No dia 07 de abril (sábado), Dia Mundial da Saúde, o Cerest da Região Sul do Estado fará distribuição de panfletos informativos e laços verdes. Já no dia 12 de abril (quinta-feira), no município de Jerônimo Monteiro, será montada uma tenda na Praça Jerônimo Monteiro para aferição de pressão arterial e glicose, além de distribuição de panfletos e laços verdes. Para o dia 24 de abril (terça-feira) está prevista uma ação do Cerest de orientação para prevenção de acidentes de trabalho nas rodovias. A ação deve acontecer no Posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), das 8h às 12h, no município da Serra, em parceria com a Área Técnica de Saúde do Homem da Sesa, PRF e TRT.





    Fonte: SESA

    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento da Rádio Conexão.