ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    Geral
    Saiba como evitar cinco doenças de pele que são mais comuns no verão Conheça mais sobre essas complicações e fique livre delas
    (Foto: Pixabay/CC0 Creative Commons)
    Autor: Rádio Conexão.ES
    24 de Janeiro de 2018 às 07h35

    Para aproveitar bem essa época do ano, é preciso tomar alguns cuidados que vão além do protetor solar. A umidade e o calor favorecem o aparecimento de fungos, parasitas e vírus que podem prejudicar a sua pele. Conheça mais sobre essas complicações e fique livre delas.

    Evite exposição intensa ao sol  

    Em um país tropical como o Brasil, onde as temperaturas chegam a 40 graus no verão, as atenções para evitar o câncer de pele devem ser redobradas. Ele é o de maior incidência no País, correspondendo a 25% de todos os tumores malignos registrados. A principal dica para preveni-lo é não se expor ao sol no horário das 10h às 16h, quando os raios são mais intensos, e sempre usar protetor solar. 

    "O protetor solar é uma boa medida de prevenção [FPS maior ou igual a 30] mas não é a única, devemos também lembrar de procurar a sombra [árvores, guarda-sóis, tendas etc.] e utilizar roupas, chapéus, bonés e óculos escuros para auxiliar na proteção", aconselhou o dermatologista Pedro Dantas, coordenador do departamento de Oncologia Cutânea da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). 

    Sempre se enxugue 

    Essa é a principal dica para evitar a micose. Os fungos costumam proliferar em ambientes quentes e úmidos, e é no verão que aumenta a quantidade de pacientes com este problema, tanto por conta do calor quanto do suor. Não passar muito tempo com a mesma roupa e usar menos tecidos sintéticos também podem ajudar.   

    Não ande descalço  

    É difícil resistir à tentação de andar descalço na praia, mas, às vezes, é preciso ter esse cuidado para evitar a larva migrans, também chamada de bicho geográfico. A transmissão ocorre pela entrada na pele da larva de um parasita encontrado nas fezes de animais como cachorros e bovinos. "Para evitá-la precisamos estar atentos se a praia é frequentada por animais, pois nesses casos devemos usar calçados e evitar sentar diretamente na areia", explicou Dantas.  

    Use protetor labial  

    O dermatologista também lembra que, assim como outras partes do corpo que são expostas ao sol, os lábios também devem estar protegidos. "O herpes simples é bem comum de ser visto no verão, principalmente os localizados nos lábios. O sol é um grande desencadeador do herpes simples e, por isso, quem tem herpes deve lembrar de proteger os lábios do sol com protetor solar labial ou chapéu de aba larga."  

    Procure um dermatologista  

    Algumas doenças podem apresentar melhora durante o verão. É o caso da psoríase, como explica Dantas. "No verão, os portadores de psoríase tendem a melhorar das lesões de pele. Não só porque costuma coincidir com períodos de férias e menos estresse, mas também porque um dos grandes tratamentos para a doença e com a radiação ultravioleta."  No entanto, é aconselhável que o paciente procure o dermatologista para avaliar a pele e gravidade da psoríase para que se façam as recomendações de acordo com o caso.  




    Fontes: Governo do Brasil, com informações do Ministério da Saúde e da Sociedade Brasileira de Dermatologia

    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento da Rádio Conexão.