ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    Geral Saúde
    Verão é tempo de aumentar os cuidados contra o mosquito Aedes aegypti Lista de verificação mostra ações que evitam a proliferação dos mosquitos, lembre-se, eles transmitem doenças que matam.
    (Foto: Divulgação)
    Autor: Rádio Conexão.ES
    02 de Janeiro de 2018 às 08h40

    O Aedes aegypti se reproduz o ano todo, mas é durante o verão que ele se prolifera ainda mais por causa das constantes chuvas e do calor, condições que o mosquito adora. Por isso é necessário redobrar os cuidados não só no quintal, onde muitas vezes são deixados expostos ao tempo brinquedos e outros objetos que podem acumular água e se tornar criadouros do mosquito.

    É importante também fazer vistorias dentro de casa, onde pode haver depósitos de água parada que passam despercebidos, como o reservatório que fica atrás da geladeira e sanitários da área de serviço.

    A gerente de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde, Gilsa Rodrigues, destaca que o objetivo é eliminar a possibilidade de o Aedes aegypti se proliferar. Ela lembra que o mosquito transmite doenças que matam, como a dengue, e doenças que têm um potencial letal menor, mas que causam sérios danos à saúde, como a zika, que provoca microcefalia e outras malformações em bebês, e a chikungunya, que pode deixar o indivíduo incapacitado fisicamente por um longo período.

    Para quem vai viajar neste período de verão, a gerente de Vigilância em Saúde orienta que repasse essa lista antes de sair de casa, lembrando-se de fechar as tampas de vasos sanitários e de ralos pouco usados, de fechar os ralos dos banheiros e de guardar a vasilha de água e de comida dos animais de estimação se não houver ninguém para tomar conta da casa.

     “Quem vai viajar deve guardar tudo para não pegar chuva no quintal. Mas para quem vai ficar em casa no verão, e no dia a dia, é necessário escovar, por exemplo, as vasilhas de água e de comida dos animais. A escovação é importante porque a fêmea coloca o ovo na parede desses recipientes e o ovo pode ficar lá por mais de um ano. Assim que entrar em contato com a água, em um ou dois dias o ovo eclode e surge a larva, que é o primeiro estágio do mosquito. Daí por diante o mosquito completa sua evolução na água e depois vai para o ambiente”, detalhou Gilsa.

      

    Lista de verificação:

    - Mantenha fechadas as tampas de vasos sanitários e de ralos pouco usados, como os de áreas de serviço e de lazer, que tenham a possibilidade de acumular água;

    - Se for viajar, feche também os ralos dos banheiros e a tampa dos vasos sanitários;

    - Mantenha o quintal sempre limpo, jogando fora o que não é utilizado;

    - Deixe o quintal sempre bem varrido, eliminando recipientes que possam acumular água, como tampinha de garrafa, folhas, sacolas plásticas etc.;

    - Tampe tonéis, caixas d’água e qualquer tipo de recipiente que possa reservar água;

    - Certifique-se de que as lonas de cobertura estejam bem esticadas para não haver acúmulo de água;

    - Não deixe acumular água nos vasos de plantas;

    - Mantenha a bandeja que fica atrás da geladeira limpa e sem água;

    - Coloque garrafas vazias de cabeça para baixo;

    - Se por algum motivo tiver pneus no quintal, mantenha-os secos e abrigue-os em local coberto, ou descarte-os corretamente se não tiverem utilidade;

    - Escove bem as bordas dos recipientes (vasilha de água e comida de animais, vasos de plantas, tonéis, caixas d’água) e mantenha-os sempre limpos.

    - Antes de viajar, tire a água dos vasos de plantas e guarde a vasilha de água e de comida dos animais de estimação.

     

     

     

      

    Fonte: www.es.gov.br

     

     

    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento da Rádio Conexão.