ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    Vargem Alta
    Linha férrea de Vargem Alta pode ser removida Na quarta-feira (11), a senadora Rose de Freitas (PODE) recebeu o prefeito para tratar do assunto na sede da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em Brasília.
    (Foto: Assessoria de Comunicação Senadora Rose)
    Autor: Rádio Conexão.ES
    13 de Abril de 2018 às 08h30

    A linha férrea que atravessa a cidade de Vargem Alta, no Sul do Estado, pode ser removida. O ramal ligado à Vale S/A, segundo o prefeito do município, João Chrisóstomo Altoé, perdeu utilidade e dificulta o trânsito "gerando constantes congestionamentos". Na quarta-feira (11), a senadora Rose de Freitas (PODE) recebeu o prefeito para tratar do assunto na sede da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em Brasília.

    Durante reunião com o diretor-presidente da ANTT, Mário Rodrigues Junior, Rose cobrou agilidade na solução do caso e o prefeito explicou a necessidade da operação. “No momento atual, percebemos que não está parecendo uma atividade comercial ativa desta [linha]. [A remoção] será para nós um desafogo na viabilidade urbana de trânsito, resolvendo nossa deficiência de uma cidade que não fora projetada para ter essa estrutura”, justifica Altoé.

    Além dos congestionamentos, o prefeito também explicou que a linha é um empecilho para os caminhões de transporte da cidade. “Mostramos a necessidade de desafogar o tráfego rodoviário, que todos os dias vêm causando transtornos, pelo motivo de transporte de pedra artesanal, baús que transportam produtos hortifrutigranjeiros, além do transito de passagem e cargas normais do dia a dia”, apontou.

    O presidente da ANTT se comprometeu em realizar estudo sobre a viabilidade da remoção da linha férrea e responder na próxima semana. “Vamos montar um estudo de viabilidade e descobrir o melhor caminho. Pode ter certeza que a senhora [senadora Rose de Freitas] será atendida”, afirmou Mário Rodrigues Junior. Consultada pela prefeitura, a Vale S/A se colocou à disposição para solucionar o caso.





    Fonte: Assessoria de Comunicação Senadora Rose de Freitas

    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento da Rádio Conexão.