Vargem Alta: 46 óbitos em acidentes envolvendo motociclistas - Conexão ES
ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    Geral
    Vargem Alta: 46 óbitos em acidentes envolvendo motociclistas Os acidentes com motociclistas são sempre de alta gravidade e provocam muitas vítimas fatais e vítimas parciais com sequelas graves.
    (Foto: Divulgação)
    Autor: Rádio Conexão.ES
    20 de Maio de 2019 às 17h36
    (Atualizada) 20 de Maio de 2019 às 17h46

    Nos últimos dez anos a frota de motocicletas e motonetas quase dobrou no Estado, crescimento acima da média da frota dos outros veículos automotores. Na mesma proporção aumentaram os acidentes com vítimas envolvendo motociclistas.

    Os acidentes com motociclistas são sempre de alta gravidade e provocam muitas vítimas fatais e vítimas parciais com sequelas graves.

    Em 2016, foram registradas 37,3 mil mortes no trânsito no Brasil. De acordo com o observatório Nacional de Segurança Viária, 32% destes registros envolviam motociclistas.

    No Espírito Santo o cenário é ainda pior, dados atualizados do ano de 2018 apontam que 46% dos óbitos de trânsito envolviam motociclistas e esse percentual aumentou ainda mais no início de 2019. No primeiro trimestre do ano, os acidentes fatais envolvendo motociclistas passaram a representar 49% do total de óbitos no trânsito do Estado.

    Considerando o aumento consecutivo da frota de motocicletas e motonetas, somado a imprudência de motociclistas no descumprimento da legislação de trânsito, esse problema tem potencial de aumentar ainda mais.

    O estudo demonstra evolução significativa dos acidentes fatais com motociclistas, em especial nos últimos seis meses quando a quantidade de óbitos ficou acima da média de períodos anteriores.

    Aproximadamente 78% dos acidentes fatais com motociclistas são registrados no interior do Estado, não há pontos significativos de concentração, os casos ocorrerem de modo pulverizado, especialmente em Rodovias Estaduais do Interior do Estado.

    Com base no relatório  publicado pela SESP, a reportagem do portal Rádio Conexão, fez um extrato dos dados e verificou que o município teve de Vargem Alta teve 46 vítimas fatais envolvidos em acidentes motociclísticos  no últimos 19 anos,  do ano 2000 até 2018.

    Fonte: SESP
    Na Região Metropolitana da Grande Vitória também não foi encontrado pontos de concentração. Os acidentes ocorrem preferencialmente em locais de cruzamento das vias de grande circulação de veículos, agravando-se nos locais cortados por rodovias Estaduais e Federais.

    36% dos óbitos de motociclistas são consequências de quedas ou choque com pontos fixos (postes, árvores, placas de sinalização, contenções de vias, etc), dado que pode demonstrar situações de imprudência (alta velocidade, condução da moto por corredores entre veículos, desrespeito à sinalização, uso de bebida alcoólica) ou imperícia (falta de experiência na condução do veículo, principalmente em Rodovias, descontrole em situações anormais de condução).

    Perfil

    Os acidentes ocorrem preferencialmente nos finais de semana e nos horários noturnos, 89% das vítimas são do sexo masculino, solteiros, de cor parda, com idade entre 17 e 25 anos. O perfil jovem potencializa a situação de imprudência e imperícia (o jovem se arrisca mais) e reforça a necessidade de ações de conscientização e campanhas educativas ainda no momento de formação dos novos motociclistas.

    Frota de Veículos no Estado

    Enquanto a frota veículos cresceu 69% nos últimos dez anos, a frota de motocicletas e motonetas cresceu 93%. Em 2008 foram contabilizadas 278.863 motocicletas e motonetas no Estado, esse número saltou para 537.446 em 2018.

     


    Fonte: Perfil dos acidentes no Espírito Santo/SESP/Governo do ES

    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento do Conexão ES.